EVITANDO CAVALOS DE TROIA


comendo veneno2O mais importante “passo” que me vi dando na direção de me tornar saudável,  sem dúvida foi obter informações sobre o que realmente está acontecendo no mundo que impacte diretamente minha saúde.

Posso dizer que a “indignação” pelo “susto” que as informações vistas abaixo provocaram em mim, me “empurraram” para dentro de uma espiral sobre o tema saúde, me trazendo até a montagem desse blog.

Diante do absurdo que veremos me pus a estudar com afinco uma real saída dessa gigantesca armadilha que se tornou o nosso planeta. Hoje tenho certeza de que a encontrei, mesmo porque agora estou com todo o respaldo médico de que precisava para validar todos os passos do programa de prevenção que estamos estudando. Lindo!

E posso dizer que não vai parar aqui apenas no blog não, pois novos projetos já estão “brotando” e em breve vou sair do “virtual” para algo bem prático e eficaz no que tange informar e cuidar de pessoas. Benção!

Bom, como vimos na apresentação do Chegando aos 100, sou o “presidente” do corpo que habito (leia este texto AQUI), e devo estar perfeitamente informado sobre tudo o que possa impactar seu funcionamento. Responsabilidade!

“Saber das coisas” é vital para que o presidente de uma industria possa tomar decisões acertadas na condução do negócio, certo?

E o que acontece se o presidente obtém suas informações através de fontes que não expressam a realidade do mercado, tendo à disposição apenas notícias que são “compradas” por empresas que tem interesses em ficar com seu “dinheiro”, seja vendendo matéria prima de péssima qualidade (alimentos e bebidas), seja vendendo serviços ruins de terceiros para reparos e manutenção geral (médicos/remédios), seja vendendo materiais operacionais e de conservação de segunda linha (produtos de higiene e uso pessoal)?

Devemos nos conscientizar que uma boa parte do setor produtivo global funciona tendo o seu corpo caro leitor, como sendo o “cliente”, e pode ter certeza que a disputa por clientes nestes setores da economia não obedece a preceitos éticos, pois tem uma coisa que não sei se você já se deu conta, mas nosso espírito habita um corpo de carne absurdamente susceptível às sensações de “prazer” que determinadas substâncias químicas provocam quando dentro de nós. “Vícios” são propositalmente criados por campanhas publicitárias e “artimanhas” bio-químicas que as industrias adotam desde dos primórdios da era industrial nos “laçam” no dia a dia.

Ou vocês acham que é “sem querer” que o Mac Donalds tempera suas batatas fritas com glutamato monossódico, um produto químico cancerígeno que faz “dilatar” suas papilas na boca (células gustativas) para “realçar” as sensações de “sabor”, afim de “disparar” a cada vez que sua mente (e principalmente a das crianças) olha para o “M” amarelo na rua, a “lembrança” do sabor “realçado” destas porcarias cheias de gorduras trans que entopem suas veias e artérias, fazendo você sem saber direito o por quê, parar o carro e entrar nessa gigantesca armadilha?

Não adianta… existem interesses financeiros que estão acima da sua saúde, acima da sua vida e isso você tem de se conscientizar o mais rápido possível para poder o mais rápido possível se proteger e proteger os seus. É uma questão de sobrevivência, veremos.

Temos de nos conscientizar mesmo que estes interesses financeiros estejam no controle também do fluxo dos principais canais de informações. O dinheiro influencia absurdamente a mídia, que por sua vez tem um poder absurdo no alienar populações.

Dentro do que podemos chamar de “mídia”, existem aquelas que não são explícitas, mas que controlam o fluxo de informações…. elas atuam junto às instituições de ensino, que vão funcionar na cadeia da obscuridade como a “blindagem” dos  interesses de determinados setores da economia de capitais, pois a grande mídia quando investiga algo como o aqui no blog relatado, esbarra nestas instituições e nada pode ser efetivamente noticiado com a devida transparência porque sempre a “academia” (universidades) ou ainda os “conselhos de classes” se contrapõem a tudo que não seja o interesse dos que mantém estas instituições saciadas dos seus desejos e vontades, quanto a dinheiro e outras coisas que a vaidade do homem corrupto e rebelado contra o Criador apresenta.

Para o nosso caso, o que resulta ao nosso redor para a identificação, certificação e prescrição de condutas “médicas”, ou seja, de protocolos do que se deve fazer ou não para se manter uma boa saúde, é determinado por instituições de ensino médico, que por sua vez, para seus centros de referências no Brasil e no mundo, são fortemente assediadas e até mesmo financiadas pelas industrias farmacêuticas.

Dessa forma e para o nosso caso que é obter informações para o bem gerir nossa empresa (nosso corpo), devemos tomar muito cuidado ao escolher a fonte de informações que vão balizar nossas ações. Se escolhermos a fonte errada vamos cair numa das armadilha do inimigo, daquele que deseja desesperadamente fazer o seu corpo comprar o produto dele, ser dele, depender dele.

Dentro dessa linha de pensamentos que expressam a verdade e alerta de forma figurada o que ocorre com o setor de saúde, vamos ver o estudo abaixo que funciona como uma espécie de “clipagem” das notícias mais importantes que circulam no planeta, que dizem respeito a nossa empresa chamada “corpo”.

Ao final você, caro leitor, terá condições de tomar suas decisões, algo que fiz aqui, com equilíbrio e ponderação. Desses atributos surgiu a força para mudar de caminho e passar a andar numa estrada que efetivamente está me trazendo uma perspectiva de um “futuro” digno, onde minha mente terá reais condições de permanecer saudável e em condições de, como um pássaro, chegar até o seu último dia ainda “voando” em bons pensamentos, compartilhando e aprendendo até que o botão “off” deste corpo seja apertado pelo Criador.

Boa leitura, em partes, com paciência e visitando os links, bem como assistindo os vídeos. Enriquecerá sua vida e seu acervo  de “ferramentas” para andar por este mundo preservando seu maior patrimônio… sua mente.

.

CAVALOS DE TROIA

cavalo de troia2Creio ser esse termo o que classifica direitinho  a maioria das coisas que respiramos, comemos e bebemos… CAVALOS DE TROIA!!

Na antiga Alexandria, o exército invasor já se via derrotado por não conseguir transpor as muralhas da cidade inimiga, quando tiveram a ideia de preparar um “cavalo de madeira” de tamanho razoável e esconder dentro alguns homens, colocando o “monumento” no portão da cidade que desejavam invadir.

Os moradores da cidade, não compreendendo o que se passava (“falta de informação, “ignorância”), colocaram o cavalo para dentro dos portões, e conta a história que durante a noite os homens saíram do cavalo de madeira e abriram os portões, provocando assim a derrota da cidade fortificada.

E como nessa história, vemos sim praticamente tudo o que colocamos para dentro dos nossos corpos entram trazendo junto coisas que nos fazem um mal terrível, que nos levam pouco a pouco à derrota, ou seja, a ficarmos severamente doentes e padecermos sem saúde e na maioria das vezes com nossos cérebros e demais partes dos nossos sistemas debilitados. Você reparou que está ficando todo mundo doente a toda hora a nossa volta?

A vítima mais importante dos cavalos de troia que pomos para dentro é o nosso sistema nervoso, nosso sistema de “radar” e “controle”. E esse é o problema, pois é nossa mente ao estar prejudicada no que conhecemos por “discernimento”,  não “enxerga” os perigos dos cavalos que vão dia após dia batendo a nossa porta e entrando na nossa “cidade”.

O PRIMEIRO PASSO: O MAIS DIFÍCIL

Não creio que chegarmos aos 100 anos de idade saudáveis necessite de grandes “sacrifícios” ou sofrimentos psicológicos. Devo compreender que se tiver paciência e me por no caminho da prevenção e me permitir andar nele, desviando das armadilhas e combatendo os inimigos que vão surgindo, as chances de chegar lá nos 100 são boas.

Andar pelo caminho da prevenção tem uma vantagem… com o passar do tempo as coisas que vão acontecendo por eu me ver melhor de saúde, vão me ajudando a andar mais firmemente, pois vou estar mais forte e animado para ir mudando hábitos que me fazem mal, mesmo que pouco a pouco…. e essa é a estratégia.

Não devo olhar para o tamanho da estrada ou para a distância por ser percorrida, e ficar desanimado a ponto de sair desta leitura, por exemplo, e continuar da mesma forma que estava quando comecei a lê-la. Devo entender que o que vou adquirindo de conhecimentos é uma responsabilidade que devo assumir, e ter paciência para “maturá-los” e transformá-los em ações, algo que deve acontecer gradativamente.

Não se cobre demais, caro leitor/leitora, pois isto leva a ignorar a leitura… infelizmente a densidade de informações das próximas linhas não é fácil ou “gostoso” de digerir, mas são as verdades que nos cercam, e por isto jamais podem ser desprezadas. Verdades são sempre melhores de serem encaradas do que mentiras/fantasias, pois apenas verdades fazem nossas mentes serem livres e fluídas.

Todos temos corpos contaminados, em maior ou menor grau, mas todos estamos contaminados e sendo continuamente contaminados. Devemos ter consciência disto e sabermos que esta contaminação está interferindo em nossos pensamentos, a ponto até de criar em muitos casos uma incredulidade para qualquer tentativa de mudança dentro da “área de conforto” que um corpo sem vitalidade busca automaticamente.

Isso é muito importante compreender, pois só de compreender isso você já vai ver começar a nascer em você a energia para levar estas coisas a sério e sair da sua área de conforto. Você precisa reorganizar o exército de defesa de sua “cidade”, gerir melhor seus recursos e suprimentos, e ser eficiente na condução deles, levando-os a vitória, que só pode vir através de conhecimentos e consciência sobre estes (crença e foco).

Um grande mestre, o mestre dos mestres um dia disse: “a verdade vos libertará”….. isso quer dizer, veja a verdade, não fuja dela, aceite-a e guarde-a em lugar de honra em sua mente…. ali, demonstrando humildade diante dela verá que quando ela for algo que não lhe seja conveniente, você não vai ficar de conversinha para com você mesmo, distorcendo-a a todo custo, só para se ver livre do dispêndio de energia necessária para realizar aquilo que a verdade lhe obriga a fazer.

.

SIGA SUA MENTE, E NÃO O SEU CORPO… MAS SE FRAQUEJAR, SAIBA “COMPENSAR”

bom pensamentoSe você, caro leitor, conseguir separar sua mente do seu corpo, começará a andar pelo caminho que o livrará de todos seus males. Adotar um programa de prevenção sério, envolvendo complementação alimentar, reposição hormonal, detoxicação do corpo e potencialização do sistema imunológico reduzirá de forma significativa a força que o seu corpo exerce em sua mente ao levá-lo fazer o que as necessidades dele anseia, e não o que sua mente discernida (em estado de reflexão) deseja.

Nisso, mente discernida e corpo poderão se complementar e a partir daí, gerar sabedoria e boas obras passa ser uma natural consequência… esse deve ser o objetivo final de uma mente sábia… com discernimento estar no controle da situação por possuir um corpo limpo, nutrido e obediente à ela como um instrumento de realizações de boas obras, e não o contrário.

Ou você não percebeu que existem uma série de “químicas” em seu corpo que levam os seus pensamentos a trabalharem para levar você a atender essas “memórias” de “prazer” que um dia foram registradas?

A química que os “viciados” enfrentam é o exemplo extremo… o corpo necessita de fato de determinadas substâncias para fazer realizar o que foi “registrado” em termos de reações bioquímicas…. cigarro, álcool, doces, e toda espécie de coisas que sentimos muita vontade de consumir.

E essa sistemática acontece em todo tipo de coisa…. seguir o que você concluirá como necessário ao terminar de ler este texto não será nada fácil, pois vai envolver parar de fazer acontecer certas reações químicas no seu corpo, que ele vai “chiar” e não vai gostar. Vai sentir falta das “reações” químicas e da sensação boa que elas provocam em termos de sabor e satisfação…. essa vai ser uma luta que deverá ser vencida aos poucos, sem muita “violência” no começo, para não se ver “violentado” e portanto se desmotivar logo de saída… tem de saber disso para se defender disso, e não deixar isso vencer você nessa absurda e vital atitude de parar de por venenos que te matam de forma lenta e silenciosa.

Tudo é uma questão de aceitar a verdade como sendo verdade, mesmo que isso implique em sofrer um pouco “psicologicamente” por ser derrotado pelo seu corpo e suas reações químicas “prazerosas” e poderosas, no se ver  ainda fazer coisas absurdas como tomar um refrigerante “zero”, por exemplo.

Assumindo o controle da situação com este discernimento, o mais lindo é saber que poderemos quando andando por esta “estrada”, visitar uma churrascaria ou um restaurante que seja de vez em quando, e nele nos “esbaldar”…., porque o mesmo discernimento nos dirá que ao decidirmos ir até este local, poderemos criar mecanismos de compensação que irão eliminar o mal que ali com certeza provocaremos ao nosso corpo.

O que quero dizer é que nada nos será proibido, mesmo que muitas coisas não nos convenha e naturalmente diremos “não” a elas.

E assim eu penso hoje apenas após algumas poucas semanas dentro do programa que estou seguindo, já atento em realizar compensações que sejam identificadas como convenientes a cada “saída da linha” que eu me veja fazendo.

Um exemplo sobre isso dou em cima de uma das minhas fraquezas atuais, que seria uma ida a uma churrascaria comer carne de todas as formas…. sei que não faz bem pois algumas são “vermelhas”, mas esse “hábito” do meu corpo ainda vence a minha mente discernida…. então a questão é: como compensar esse “mal”?

churrascaria2

Eu adoro isso (ainda)

Coisa boa comer carne vermelha e em excesso, não é, com certeza… mas e aí? … nunca mais vou em uma churrascaria então?….😥

Mas não, hem… tem certas coisas que ainda aprecio fazer, mesmo que raramente, e não vejo problemas fazer desde que atendidas certas condições.🙂

Considerando a escolha de um restaurante confiável, com produtos de qualidade e profissionalismo na elaboração e conservação dos alimentos, e pensando em compensar o exagero e exposição (glutamato monossódico, transgênicos, glúten, óleos vegetais, etc), eu poderia tomar antes de começar a comer na churrascaria (ou num evento gastronômico qualquer), umas duas ou três cápsulas de enzimas digestivas para auxiliar a digestão, e na noite e dia seguintes tomar uma dose maior de todas as substâncias do programa para limpar a sujeira extra que joguei para dentro do corpo, principalmente o dióxido de cloro.

Claro, não vou fazer isso sempre, mas de vez em quando poderei tranquilamente me submeter a estes “caprichos”, pois sei que meu corpo tem condições de segurar esse “rojão” se eu agir colaborando com ele nos cuidados necessários. E assim a vida segue…. com inteligência e bom senso, sem grandes sacrifícios mas no controle da situação.

.

CONHECENDO OS “CAVALOS DE TROIA”

Agora, só podemos compensar algo quando estivermos conscientes que estamos fazendo algo que não seja bom para nosso corpo, certo?

Então vamos conhecer os principais tipos de cavalos de troia e as consequências de os colocarmos para dentro do nosso corpo. Preparem-se, pois vai chocar.

.

A) TRANSGÊNICOS:

transgenicos_mataPara falar de transgênicos precisamos falar da Monsanto. Esta empresa é a maior do mundo em bio-tecnologia, ou seja, em pesquisas genéticas para transformações de sementes, visando superproduções e numa luta vorás para transformar o setor num  “monopólio”.

Uma empresa que lucra absurdos por ano, decorrente numa boa parte às suas sementes modificadas geneticamente para resistirem a apenas o seu pesticida, que por sua vez ataca todas as plantas vivas onde seja pulverizado, inclusive o que não é praga. Funciona assim essa história de transgênicos.

Existem muitas pragas nas lavouras, o que faz com que os produtores utilizem o que nos é tremendamente nocivo, que são os pesticidas, para se verem livre daquilo que atrapalha seu processo de cultivo e colheita. Portanto, independente se transgênico ou não, o normal de vir até nossas casas está contaminado por pesticidas, que vão mesmo com o passar do tempo nos fazer muito mal.

Acontece que a dona Monsanto achou um “caminho” para se tornar “dona do mercado”, ao modificar geneticamente a semente dos alimentos de forma a dar à este cultivo a característica de resistir ao seu pesticida de nome “Roundup”.

No jogo de “custo x benefício” que o agricultor que vendeu sua alma para o diabo faz (finge não existir problemas no acreditar nas ladainhas que lhe chega aos ouvidos que dizem que não faz mal e tal, apenas para ganhar mais $$), ele nitidamente ganha mais dinheiro em usar essas sementes da Monsanto e o seu pesticida, considerando o que colhe por cada hectare plantado… compreenderam?

transgenicosDessa ambição insana e genocida, o fazendeiro além de levar o pesticida até a sua casa, leva também um produto transformado geneticamente que aumenta consideravelmente neste alimento “transgênico” um componente ativo chamado de “glyphosate” (segundo vídeo abaixo), que por sua vez dentro do nosso corpo altera nosso equilíbrio hormonal interferindo no ciclo reprodutivo.

Conclusão: se deseja engravidar, nem chegue perto de transgênicos, porque senão você poderá ter problemas sérios em seu filho caso consiga engravidar, o que já é outra coisa bem difícil de acontecer para quem come estas porcarias (ver matéria AQUI).

Mas não é só problemas de fertilidade que encontramos nesses produtos alterados geneticamente, temos também uma pesquisa do segundo semestre do ano passado que acendeu o alerta vermelho no mundo todo. Vejam a importante matéria…

.

Tem esse outro vídeo AQUI que fala também sobre estes ratos cancerosos alimentados com milho transgênico.

Que coisa não?

Procurando na internet achamos muitas informações e pesquisas. Vejam também esse documentário denunciando as atitudes desta empresa chamada Monsanto…

.

E caso vocês não saibam, o Brasil é o segundo maior produtor de alimentos transgênicos do mundo (ver matéria AQUI), com nossas plantações de milho, algodão e soja, que formam mais da metade de nossa produção agrícola, com mais de 70% de produção transgênica…. Bacana não?… Somos um país que planta basicamente para efeitos de alimentação, milho, soja e algodão transgênico.

Mas não é só isso….. mesmo tendo menos área cultivada do que os Estados Unidos, por exemplo, conseguimos ser o maior consumidor de pesticidas do mundo…. alguém pode explicar isso? Ver matéria AQUI, aproveitando para ver que beleza o PT do Sr. Lula e Dna. Dilma sendo citados na matéria.

ALGO DE BOM: RÓTULO INDICATIVO DE PRODUTO TRANSGÊNICO

TRANSGENICOS_MARCA_PRODUTOSExiste uma lei no Brasil que obriga as empresas informarem no rótulo das embalagens sempre que o produto contenha mais do que 1% de material transgênico na sua formulação, com o símbolo ao lado.

A mesma lei obriga que os industrializadores de carnes de animais também informem se o produto foi ou não alimentado com ração transgênica, mas nenhum deles faz isso. Você sabia que praticamente toda nossa suinocultura e avicultura se utiliza de ração que contém transgênicos?

Sabe aquele frango que você naturalista, pensa estar te libertando dos malefícios da carne vermelha e tal?… então… ele praticamente é uma tremenda massa de transgênicos transformada em frango, e com ela todas as substâncias que causam tumores e más formações de fetos e tal vai para dentro de você.

Ou você acha que o governo da Hungria, como exemplo, é algum irresponsável ao proibir e destruir sementes transgênicas?… Leiam a matéria AQUI.

E vejam por favor este outro artigo sobre transgênicos nas prateleiras dos supermercados…AQUI…. e considerem seriamente começar a  evitar estes alimentos o breve possível.

Bom, mesmo que o apresentado até aqui creio ser mais do que o necessário para nos levar com o tempo a nos afastar de qualquer produto transgênico, ainda tem algo absurdamente abominável que está sendo findada a investigação, que, sendo verdade, a coisa fica até diabólica.. vejam…

O MAIS ABSURDO SOBRE ESSES VENENOS CHAMADOS “TRANSGÊNICOS”

Existe algo terrível sendo investigado e quase PROVADO por pesquisas científicas sendo finalizadas, já com tentativa de publicação de “papers” (artigos científicos) que, claro, já sofrendo forte resistência das interessadas.

O Dr. Andreas Kalcker, PHD em bioquímica e um dos grandes defensores da aplicação do passo 9 do programa Chegando aos 100 que sigo, vem pesquisando e concluindo junto com pesquisadores americanos e russos o aparecimento de um novo parasita nunca antes visto, criado pelo que tudo indica por modificação genética de origem transgênica, que vem provocando também a onda absurda de determinadas doenças em todo o planeta, inclusive o autismo.

Vejam esse impressionante vídeo deste pesquisador, que sinceramente em tudo que tenho visto e lido a seu respeito me deu a impressão de ser mesmo uma pessoa diferenciada, verdadeira, capaz, comprometida e muito provavelmente já um alvo que pode a qualquer momento “desaparecer”, por tudo que vem descobrindo e colocando à disposição da humanidade.

.

Eu acredito que realmente fizeram essa barbaridade com aquilo que você, eu e nossos filhos comemos

Eu acredito que realmente fizeram essa barbaridade com aquilo que você, eu e nossos filhos comemos

É, mesmo sabendo que lágrimas de nada adiantam, sei que elas são sinais de que só mesmo acreditando em Deus e deixando na mão dEle as maiores explicações para coisas tão horríveis estarem acontecendo nesse mundo, decorrentes da ganância absurda de pessoas insanas que só pensam em dinheiro… só crer nisso me faz amenizar a dor e a tristeza que surge no observar  minha filhinha de 8 anos e seu quadro de autismo (mesmo que leve), e o futuro que a espera.

Com tantas “coincidências” como vimos, não preciso de muito mais provas para ficar totalmente afastado dessas maldições chamadas de “transgênicos” sempre que possível. Que coisa mais abominável.

.

 

.

.

B) PESTICIDAS

pesticidas

A capacidade atual dos países desenvolvidos em produzir e colher grandes quantidades de alimentos em áreas relativamente pequenas, com participação reduzida de trabalho humano tem sido possível graças ao uso de pesticidas.

Os pesticidas são substâncias que podem matar diretamente um organismo indesejável ou controlá-lo de alguma maneira. Todos os pesticidas químicos apresentam em comum propriedade de bloquear processos metabólicos vitais nos organismos para os quais são tóxicos.

Atualmente, o maior emprego dos pesticidas dá-se nas plantações de algodão, milho e soja; e em grande parte das residências, encontra-se pelo menos um pesticida sintético.

A tabela seguinte mostra os tipos de pesticidas fabricados.

tipos_pesticidas

.

As 3 categorias mais utilizadas são fungicidas, herbicidas e inseticidas, sendo a produção destes nos últimos anos de bilhões de quilogramas no Brasil, e basicamente a metade é utilizada na agricultura.

História dos pesticidas

As primeiras substâncias a serem usadas como pesticidas na agricultura já eram conhecidas há muito tempo, como cianetos, arseniacais, enxofre e compostos de cobre.

No Brasil, estes produtos também eram usados e após 1929 (quando se iniciou o predomínio de algodão na região centro-sul, além do milho e da cana), os produtos mais usados eram os sais de cobre e arsênio, enxofre e cal. Após a 2 a Guerra Mundial, substâncias como o DDT e o “BHC”  passaram a ser importantes nas lavouras.

No Brasil, as razões da introdução dos inseticidas sintéticos foram o cultivo do café e algodão nos anos 40 e 50. Nas décadas seguintes, a competição industrial e o aumento da resistência foram responsáveis pelo progresso na síntese e produção de novos compostos.

Dentre as classes de compostos químicos, os organoclorados foram inicialmente usados em maior escala, sendo substituídos pelo organofosforados, carbamatos e piretróides, além de derivados da triazina, da ureia e do ácido fenoxiacético.

Essa introdução acima, bastante acadêmica, foi extraída desta dissertação de mestrado AQUI (Tardivo M.), e nos mostra o como é abrangente esta questão dos pesticidas. O simples “SBP”, ou um inseticida qualquer é um pesticida e também coloca moléculas de produtos químicos tóxicos dentro do nosso corpo, apesar de todas as garantias dadas pelos fabricantes.

Não adianta, o que não é pertencente ao nosso normal metabolismo interno, sendo químico e dentro de nós, vai atrapalhar e criar confusão, algo que sabemos que vai nos fazer mal mais cedo ou mais tarde. Tolice pensar diferente.

No mesmo trabalho de mestrado vemos listados todos os pesticidas realmente super tóxicos que foram utilizados e vimos uma coisa recorrente no uso destes ao longo da linha do tempo…. primeiro eram utilizados por anos e em grandes quantidades… depois foi provado que eram super danosos para as pessoas e meio ambiente, para então começarem a serem proibidos e tal…. não é um absurdo o mundo que vivemos?

Primeiro se fabricam venenos, são espalhados aos quatro ventos, todas as pessoas são expostas aos venenos e então bem mais tarde se prova a toxidade e depois de mais alguns anos se proíbe seu uso, porém de forma gradual, de país em país. Que absurdo.

Vamos ver esse mesmo químico da USP em seu trabalho falar sobre os problemas de pesticidas:

“Mesmo que empregados de modo correto, os pesticidas podem causar problemas de saúde pública ou ambiental. Uma possibilidade é a de causar desequilíbrio nos sistemas ecológicos, favorecendo o ataque de pragas  desconhecidas, além do efeito indesejado em insetos polinizadores. Podem causar grande mortalidade de peixes e aves, que não são os alvos originalmente visados. Isto ocorre, pois os rios, lagos e mares são  contaminados pelos pesticidas, que são levados pela lixiviação e pelo vento, a locais distantes do ponto de aplicação.”

E foi o que aconteceu e acontece, onde apenas os pesticidas mais absurdos são controlados e proibidos. Os chamados de “clorados” são os de classe proibida e mais controlada. Independente, todos, sem exceção nos são tóxicos.

A maior parte dos pesticidas clorados foram proibidos para uso nos Estados Unidos, porém alguns destes pesticidas e inseticidas ainda estão em uso ao redor do mundo. Nossa maior via de exposição à pesticidas está na ingestão de alimentos que contenham resíduos com pesticidas, além da água e produtos químicos do solo. Essas substâncias químicas também são passadas às crianças através da amamentação e transferência trans-placentária.

Não temos como evitá-los… estão por toda parte!

Os que já foram proibidos ainda estão com suas moléculas por aí, contaminando água e ar. Nada pode ser feito.  Vejam um exemplo em Goiás, no Pantanal, em um estudo de químicos da Universidade Federal de Goiás AQUI, sobre pesticidas clorados contaminando a água desta região do país. 

E com relação às aplicações destes pesticidas tóxicos em outras áreas? Um pesticida de base cloro fabricado pela senhora Monsanto na década de 70, o “Ascarel”, chamado tecnicamente também de “bifenila policlorada” ou ainda conhecido como “PCB”.

Vejam a quantidade de aplicações deste PESTICIDA fabricado pela Monsanto entre os anos 60 e 90, em larga escala, onde a contaminação do meio ambiente se verifica HOJE como consequência do seu uso em vários ecossistemas, como o do Vale do Ribeira e o Pantanal como exemplos já identificados, cuja água vai de alguma forma chegar até nossos corpos, seja pelos peixes ou outra forma que seja.

PCBs_Monsanto_Brasil

.

Incrível, mas é isso mesmo. O setor eletro-eletrônico usou em larga escala estes contaminantes. Sou testemunha do grande problema causado pelo “óleo ascarel”, onde  todos os transformadores usados na indústria e rede elétrica até o final da década de 80 continham milhões de litros de óleo altamente contaminante, onde uma grande parte não receberam nas trocas que ocorreram o devido tratamento para seu descarte, sendo jogado por aí e no Brasil inteiro, ou estando ainda armazenados por aí vai saber de que jeito.

Vi estes transformadores até a poucos anos atrás, em locais que me arrepia conhecer as pessoas que eram responsáveis por eles. Nenhum compromisso social, e vai saber o que fizeram com o óleo. Podem ter certeza… existe uma enorme probabilidade de você estar bebendo água de algum lençol freático ou bacia contaminados também por estes produtos químicos.

Uma outra classe destes pesticidas clorados mais absurdos são os de nome conhecido como “DDT”. Estes pesticidas são insolúveis em água, concentram-se no solo, acumulam-se nos tecidos adiposos, e estão presentes na nossa cadeia alimentar.

O contato direto de inseticidas na pele pode causar necrose, prurido, inchaço, bolhas, e epidermopatias.

PROBLEMAS DE SAÚDE LIGADOS AOS PESTICIDAS

O principal efeito tóxico de pesticidas está localizado no tecido nervoso e membranas do músculo. São absorvidos através do intestino e interferem nas transmissões de impulsos nervosos. Nos seres humanos, esta interferência normalmente aparece como problemas crônicos neurológicos, incluindo os transtornos de humor e dificuldades de aprendizagem e memória. Também foram mostrados casos de fadiga, obesidade, diabetes, certos tipos de câncer, alteração no sistema imunológico, alergias, doenças cardíacas, e uma série de outros problemas.

Sintomas a exposição:

– Alergias
– Asma
– Doenças Cardiovasculares
– Fadiga
– Câncer
– Deficiência Imunológica Celular
– Infecções Frequentes
– Dificuldade de Aprendizado
– Pressão Arterial Elevada
– Transtorno de Humor

Fontes de Exposição:

– Consumo de frutas contaminadas, legumes, grãos, carnes, laticínios e peixes
– Beber água contaminada
– Inalação de vapores químicos, poeira ou solo contaminado
– Contato direto com a pele

A Toxicidade frequentemente está na raiz de muitas doenças crônicas, tais como:

– Alergias
– Asma
– Doenças auto-imunes
– Certos tipos de câncer
– Sensibilidades químicas
– Infecções crônicas bacterianas, fúngicas e virais
– Doença neurológica crônica
– Dificuldades cognitivas
– Transtornos do Desenvolvimento
– Diabetes
– Fadiga
– Fibromialgia
– Desequilíbrios hormonais
– Infertilidade
– Transtornos de humor
– Obesidade
– Tremores

Fonte: AQUI.

Creio não ser necessário dizer mais nada sobre a seriedade do que estamos tratando. A ligação direta dos pesticidas com nossa saúde é inquestionável, e a necessidade de adotarmos hábitos e ações que nos afastem o máximo possível deles é muito necessária.

A seguir vamos ver um vídeo do Dr. Lair Ribeiro, médico que publicou vários livros, ex professor de Havard e diretor de indústrias farmacêuticas (ver curriculum AQUI), atualmente professor de curso de pós-graduação em  medicina nutriendocrinológica anti-envelhecimento. Vamos vê-lo falar sobre uma ação simples, porém altamente importante para adotarmos em nossas vidas, sempre antes de ingerirmos qualquer produto vindo de lavouras que não conhecemos. Vejam:

.

Eliminamos com isso uma boa parte da contaminação a que estamos sujeitos por estarmos vivos num mundo em que ainda se permite fabricar estes absurdos. Mas não tem como evitar… existe muita contaminação a nossa volta…. não tem jeito… vai entrar em nossos corpos de qualquer forma, e por isso que devemos estar permanentemente prestando atenção e adotando medidas de compensação para minimizarmos estas exposições.

.

C) CHEMTRAILS: METAIS PESADOS E MAIS SABE-SE LÁ O QUÊ SENDO PULVERIZADOS NA ATMOSFERA DO PLANETA

CHEMTRAILS_3Este FATO que ocorre no mundo todo, mesmo que ninguém faça alarde, é o que chamo do mais sinistro de todos os cavalos de troia dos tempos modernos.

O que está de fato acontecendo com nossa atmosfera, que faz com que os governos do mundo inteiro aceitem a pulverização de substâncias a base de alumínio, bário e estrôncio que estão jogando sobre nossas cabeças?

Vamos assistir o documentário abaixo, que deixa bem claro que esse evento está mesmo acontecendo no mundo todo. Eu mesmo já vi isso acontecer várias vezes em São Paulo e cidades vizinhas.

O documentário é longo, mas creio que se você desejar mesmo chegar aos 100 anos bem e saudável, necessariamente deve saber sobre o que está acontecendo. Trata-se de um documentário, e não de um filme de ficção.

.

Não são terríveis estas informações? E não é lá nos EUA só que está acontecendo não…. eu tenho observado a vários anos estes traços nos céus de São Paulo e interior. E sei muito bem que cristais de gelo, a desculpa predileta dos desinformantes e incrédulos, é impossível de permanecerem tanto tempo no céu, depois que aviões os provocam.

CHEMTRAILS_2

.

chemtrails_jet

Isso não é “sonho”, mas sim é o que joga porcarias sobre a cabeça dos seus filhos

É pulverização de metais pesados mesmo, e por mais incrível coincidência sobre esse assunto, conheci um rapaz em São Paulo, dono de restaurante, que comentou sobre um conhecido dele que estava fazendo pulverizações com aviões especiais que voavam muito alto, no nordeste e ganhando um bom dinheiro com isso…. hã…

E perceberam a Senadora americana Sra. Johnson falando sobre o aumento de Alzheimer estar vinculado à contaminação pelo alumínio?

Meus caros… ou vocês se conscientizam de que precisam adotar um programa sério e articulado de prevenção de saúde, ou verão dia após dia aumentada de forma absurda o “alemão” se aproximar de você… o tal Sr. “Alzheimer”…. veja o minuto 37 do vídeo.

Nada pode ser mais terrível do que perder sua capacidade de pensar… nada! Esse site fala tudo sobre chemtrails… AQUI.

E as “pulverizações” de outros produtos mencionados pelo senhor mais velho ao final do documentário em cidades pelo mundo?  Também precisam ser consideradas, e você vai ver agora outro vídeo que trata de forma séria isso.

O SINISTRO MAIS ABSURDO DESSA HISTÓRIA DE CHEMTRAILS: SÍNDROME DE MORGELLONS

Veja a entrevista de uma moça PHD em toxicologia nos EUA e suas pesquisas sobre o que se chama “Síndrome de Morgellons”.

.

Aterrorizante ou não? Normal isso?

Conheçam também este site AQUI  que trata desse tema e traz um interessante artigo, contendo mais informações históricas sobre essas revelações, além de alguma esperança num tratamento com raios infravermelhos caso alguém necessite com urgência de tratamento.

morgellons1 (1)Como podemos não considerar que essas nuvens pulverizadas pelos céus em todo o mundo não contenham o agente nano-sintético vistos no filme, responsáveis por esse absurdo de doença que chamam de “Morgelluns”?

Afinal, quando eu digo que estamos cercados de CAVALOS DE TROIA por todos os lados, eu não estou brincando… é por terra, por ar e vamos ver abaixo, pela água também que nos chegam estas armadilhas.

Ou nos conscientizamos disso e agimos o mínimo necessário para nos desvencilharmos dos efeitos destes ataques, ou vamos sucumbir de forma terrível, e não tenho dúvidas disto.

 

.

.

D) ASPARTAME,  ADOÇANTES DIETÉTICOS E AÇÚCAR REFINADO

ASPARTAME

Outros produtos que devem ser evitados a todo custo são o “aspartame”, adoçantes dietéticos e açúcar refinado.

Por favor acessem esse link AQUI e leiam o que o blog fala sobre aspartame, onde ao final do artigo existem vários links sobre o tema.

Vou transcrever uma frase que me chocou…

COMO É FABRICADO O ASPARTAME?

O ASPARTAME é gerado em laboratórios, a partir da bactéria E. Coli, eles alimentam essa bactéria com LIXO tóxico e depois essa bactéria DEFECA o ASPARTAME.

Pode uma coisa dessas? Com isso também devemos evitar o absurdo do “cocô da bactéria do cocô”, chamado mundialmente de “aspartame”.

E não se iludam por achar que eles estão longe de você… eles estão bem mais perto do que você imagina. Basta olhar para qualquer rótulo de produtos diet ou “light” e você muito provavelmente vai encontrá-lo.

Desde 1981, nos EUA, este produto está aprovado para consumo humano, mas desde seu início demonstrou não ter convencido os agentes de saúde dos Estados Unidos que ele é realmente seguro, e mais do que isso, deixaram todos os que acompanham estas aprovações indignados com este ato que desconsiderou inúmeros apelos de maiores investigações sobre prováveis riscos à saúde que este produto poderia trazer. Mais uma vez “lobies” e interesses financeiros se sobrepõe ao seu e meu interesse.

Quando o aspartame é metabolizado no nosso sistema digestivo, um subproduto chamado “DKP” aparece. De acordo com o Dr. Russell L. Blaylock, quando o estômago processa os DKPs, produz um composto muito semelhante ao N-nitrosoureia, uma poderosa química causadora de tumor cerebral.

Além disso, o aspartame contém metanol, que no corpo decompõe-se em ácido fórmico e formaldeído. O formaldeído é uma das principais substâncias utilizadas no processo de embalsamento.

Agora, quando quem ingere esta substância em refrigerantes, cereais, gomas de mascar, balas, e inúmeros produtos que infestam as prateleiras de supermercados estiver morto,  os agentes funerários vão se poupar de bombear formol para esta gente.

De acordo com Dr. Blaylock, formaldeído se acumula próximo ao DNA e causa sérios danos. “Beber até mesmo uma Coca Zero por dia pode causar acúmulo de formaldeído nas células, de modo que a quantidade da toxina aumenta diariamente”, escreve ele em Saúde e Nutrição Secrets.

Este mesmo médico pesquisador americano é autor da seguinte frase:

“O Conselho (órgão do governo americano que trabalha junto com o FDA) não apresentou uma prova razoável de que o aspartame (NutraSweet) é seguro para uso como aditivo alimentar nas suas condições pretendidas de uso”

Este médico conduziu uma pesquisa com ratos. Ele alimentou ratos com aspartame e analisou a ocorrência de tumores cerebrais neles, e constatou dois tumores com 60 semanas de idade e 5 tumores com 70 semanas, e sobre isso menciona a seguinte frase: “O fato de que os ratos alimentados com aspartame desenvolveram seis tumores cerebrais em 76 semanas, indica uma “incrível e sem precedentes” ocorrência.”

Vejam AQUI matéria sobre isso.

Mas não é só com aspartame que vemos problemas sérios… vejam essa outra matéria de um médico sobre adoçantes dietéticos, em especial os “modernos” a base de sucralose… AQUI.

O dr. Rondó diz o seguinte sobre estes adoçantes:

“Esse tipo de adoçante é conhecido por inativar enzimas digestivas e alterar a mucosa intestinal causando disfunção.

Pesquisas iniciais observaram que a sucralose pode destruir mais de 50% de nossa flora intestinal, além de aumentar o pH do intestino.

Então, se você destrói a sua flora intestinal através do consumo regular desse tipo de adoçante, a perda de saúde é algo praticamente certo! O que complica a ainda mais a situação é o fato de que a maioria das pessoas já é deficiente de uma flora bacteriana saudável pelo excesso de consumo de alimentos altamente processados.

Muitos consumidores podem estar sofrendo os efeitos causados pelos adoçantes artificiais como o sucralose sem imaginar que seus problemas são causados pelo consumo de alimentos e bebidas adoçados artificialmente.

Apesar de toda a propaganda, a sucralose não é nada como um açúcar. É um adoçante artificial clorado, alinhado com o aspartame e sacarina, e com efeitos desfavoráveis para a saúde. Na verdade, apesar da sucralose surgir à partir de uma molécula de açúcar com processo de manufatura realizado, ela torna-se mais parecida com o pesticida DDT (Dicloro-Difenil-Tricloroetano) do que propriamente com o açúcar. Sua ação funciona da mesma forma como se você estivesse comendo um pesticida. E isso não é nada bom!

Os estudos realizados com o sucralose para sua aprovação nos Estados Unidos foram feitos em animais e eles na verdade observaram muitos problemas apesar de terem sido mal interpretados, como:

– lesões cerebrais;
– anemia e diminuição de quantidade de glóbulos vermelhos;
– calcificação e aumento renal;
– aumento da mortalidade;
– infertilidade masculina;
– aborto espontâneo em ratas.
– See more at: http://www.drrondo.com/cuidado-com-os-adocantes#sthash.RHqzx5Fq.dpuf”
.

Adoçantes que contém “sucralose” provocam doença inflamatória do cólon, ou simplesmente aniquilam nossa flora intestinal, que é a coisa mais importante no aproveitamento dos nutrientes que precisamos dentro dos nossos corpos. Sem essa flora estando “ok”, vamos com certeza enfraquecer todos os nossos sistemas internos, principalmente o sistema imunológico, e aí os parasitas internos fazem a festa e tudo o que é ruim vai acontecer.

Veja que o doutor menciona vários estudos e pesquisas, e portanto não é algo “jogado”. Se pesquisarmos na internet, vamos encontrar vários médicos falando a mesma coisa, seja de um tipo, seja de outro, mas todos vão falar mal de adoçantes.

Gosto muito de um site nos EUA de nome “Natural News”, e na matéria publicada AQUI, vemos que uma pesquisa recente provou que o açúcar refinado (branco) podem reduzir o tempo de vida das mulheres.

Vejam o começo da matéria:

“Em que é sem dúvida o alimento mais chocante estudo conduzido desde o estudo Seralini sobre “ratos OGM” divulgado no ano passado, pesquisadores da Universidade de Utah descobriram que mesmo uma pequena quantidade de consumo de açúcar refinado resultou em uma duplicação da taxa de mortalidade de camundongos fêmeas.”

Vejam mais uma frase dos pesquisadores de Utah…

“Nossos resultados fornecem evidências de que a adição de açúcar consumido em concentrações atualmente considerados seguros exerce impactos negativos dramáticos sobre a saúde dos mamíferos.”

O principal efeito é influenciar na capacidade cognitiva, reduzindo-a substancialmente ao longo do tempo…. é isso mesmo… açúcar refinado branco VAI TE DEIXANDO CADA VEZ MAIS LERDO, MENOS INTELIGENTE. Impressionante o que hoje está se descobrindo acontecer bem diante dos nossos olhos, e o pior, até mesmo dentro de nós.

Para finalizar este assunto, veja um trecho de uma entrevista do Dr. Lair Ribeiro sobre açúcar, aspartame e adoçantes, e tentem usá-los depois.

..

.

E) ÓLEOS VEGETAIS

A melhor coisa a fazer é simplesmente assistir o Dr. Lair Ribeiro falando de maneira rápida sobre esses dois temas. Creio ser uma boa introdução.

.

Se vocês olharem esse link AQUI vão encontrar a melhor explicação que encontrei para o uso de óleos vegetais, que na verdade são mesmo “gorduras hidrogenadas”. Verão o absurdo da informação que ingerimos a anos uma espécie de “plástico” que endurece nossas artérias e veias, nos colocando aceleradamente no rumo do cemitério.

Todos os óleos vegetais encontrados nos supermercados são hidrogenados, e basicamente tudo o que tem pronto para comer foi feito com gorduras hidrogenadas. Um verdadeiro horror o que encontramos nas gôndolas dos Carrefours e Extras da vida.

Vejam uma relação de comidas envenenadas que devemos nos esforçar em ver longe de nossos estômagos…

  • Biscoitos. Praticamente todos, principalmente os recheados e os wafer;
  • Chips;
  • Batata-frita. Tanto as de pacote quanto as de fast-food;
  • Tortas e bolos. Prontos e semi-prontos (ficam bem fofos);
  • Pães. Principalmente os de massa doce;
  • Sorvete. A grande maioria, até mesmo os light. O sorvete hidrogenado é mais espumoso;
  • Chocolate. Cuidado com os diet – são os piores;
  • Os achocolatados prontos;
  • Margarina. Quanto mais dura pior;
  • Fast-food. Usam essa gordura para todas as frituras porque ficam crocantes;
  • Requeijão. Os que são muito cremosos;
  • Pipoca de microondas;
  • Temperos prontos, em tabletes ou em pó.

Incrível como a lista aumenta…. eu “adorava” sorvete, requeijão, chocolate, torta…😦

Os únicos óleos que são bons para a saúde são os azeites de oliva (prensado a frio, extra virgem, em embalagem escura, puro e sem aquecer de jeito algum), óleos de coco (pode usar para cozinhar e fritar) e óleo de abacate. 

.

.

F) REFRIGERANTES, SORVETES, SOJA, SALSICHAS E OUTROS EMBUTIDOS, TUDO QUE É FEITO COM FARINHA DE TRIGO BRANCA E TEMPEROS COM GLUTAMATO MONOSSÓDICO

Não adianta ficar triste. São alimentos processados e possuem químicas que nos são prejudiciais. Vejam novamente o Dr. Lair falando sobre eles, além de outra vez do açúcar e de alguns super-alimentos.

.

Refrigerante eu posso dizer que a pessoa tem de ser muito “corajosa” em continuar tomando. Tremendamente prejudicial pela sua acidez e pelo xarope de amido que é um produto perigoso, ou é um destes light ou diet com aspartame, algo provado ser nocivo e cancerígeno, um verdadeiro risco para nossa saúde.

Para a soja veja esse outro pequeno vídeo do Dr. Lair, e tire suas conclusões. Eu já não gostava, agora então..

.

Caros, essas coisas são muito sérias… são muitas as crianças que consomem esses produtos de soja em caixinha…

leite_adesEu essa semana, logo depois de ouvir da boca do Dr. Lair Ribeiro na aula de pós graduação de Nutriendocrinologia Funcional sobre o leite e os absurdos da industria leiteira no mundo e os também absurdos da soja, com estudos médicos mostrando que qualquer tipo de soja que não seja fermentada interfere de sobremaneira nas funções hormonais em nosso corpo, eu conversando com uma moça sobre saúde, ela menciona que tem uma filhinha de 10 anos que “não cresce”. Tem tamanho e peso de criança de 5 anos.

Perguntei sobre se ela consumia algo com soja e leite, e a mãe diz que toma esse “Ades” de soja todo dia (isso começa a cortar meu coração com mais frequência).

Perguntada da situação e do tratamento, ela fala que já passou por vários médicos e ninguém consegue resolver o problema da criança. Peguei o telefone para contato e conversei com um dos médicos que conheci no curso de pós graduação em nutriendocrinologia anti-envelhecimento, e este rapaz pediu para olhar os exames da criança, já dizendo de forma bem clara que a dieta é parte integrante do tratamento e que se os pais não forem totalmente severos no administrar o que sua filha deve ou não comer dentro do que ele orienta, ele não tratará a criança… bem assim, e eu compreendo pois disse que uma coisa muito ruim para médicos são pais ou pacientes que não obedecem as orientações do médico.

Bom, falei com a mãe e dei o recado, e ela compreendeu e conversou com o marido para ele trazer os exames da pequena para eu levar até o médico meu amigo. Mas não veio, e quando liguei para saber se aconteceu algo, ela me disse que o marido não deixou sua filha consultar com o médico que indiquei, e que eles até brigaram por isso.

É assim mesmo… não é fácil vencer a maré… se não é os que buscam impedir que a informação chegue, tem aqueles que pensam na sua área de conforto, ou ainda os que preferem permanecer imóveis na sua situação, rumo à piora. Que triste está sendo viver nesse mundo.

Sobre a farinha de trigo branca, o refino que a tornou branca retirou todos os principais nutrientes do grão, além de esta possuir o glúten, aquilo que mais de 50% da população apresenta intolerância mesmo que silenciosa. Também objeto de transgenia, leva para nossa mesa o que vimos no estudo sobre os transgênicos. Tem de sair da dieta e quanto mais cedo, melhor.

Devemos esquecer o pão… não vai ter jeito… sem margarina por ser alimento hidrogenado, sem leite por estar contaminado, sem açúcar por estar refinado, não tem como comer mais pão.😥

E sobre o glutamato monossódico, onde conhecemos bem seu efeito ao lembrarmos do sabor do “Ajinomoto” em nossas comidas, vou deixar que este vídeo conte o que vários pesquisadores descobriram sobre ele.

.

.

G) ÁGUA QUE CHEGA NAS TORNEIRAS: FLÚOR

fluor_agua_mata (1)Outro absurdo é o caso do “flúor” que as companhias de abastecimento de água no Brasil colocam na água que chega nas nossas casas.

Está provado por cientistas que este metal age de forma similar ao mercúrio, causando problemas em nossos neurônios e portanto nos deixando cada vez menos capazes de usar nossa máquina chamada “cérebro” com a eficácia possível e necessária para o que buscamos, que é uma mente saudável e sábia até ao menos chegarmos aos nossos 100 anos de idade.

Vejam essa matéria sobre a  água que deixa as pessoas com menos capacidade de cognição AQUI. Normal isso? Lerdos mentais incomodam menos e fazem menos perguntas, claro. Será que estamos lerdos de tal forma que venhamos a ignorar as coisas vistas neste texto?

Segue a transcrição de um parágrafo da publicação dos pesquisadores do Instituto Nacional de Ciências da Saúde Ambiental nos EUA, para termos uma ideia do “pavor” dessa matéria:

“As crianças que vivem em áreas de alta fluoração da água apresentam “QI” significativamente menor do que aqueles que vivem em áreas de baixa fluoração”

Precisa dizer mais alguma coisa? “QI” é o “quociente de inteligência”, o qual é medido pela capacidade cognitiva aplicada em testes do tipo “psíquico”, aqueles que se necessita observar, analisar contexto, compilar possibilidades no identificar resposta que se lastreia em lógica…. quanto menor o “QI”, menor a capacidade de, por exemplo, ler este texto e compreender de uma forma sistêmica o todo destas informações, fazer projeções, e concluir por resposta que satisfaça de maneira lógica a sua mente…. você ainda é capaz de fazer isso?

Apenas para você saber, todas as CIA de abastecimento de água no Brasil usam flúor na água. E sabe por quê? Porque temos aqui no Brasil as mesmas gigantes do alumínio americanas que fizeram o lobie para fluoretar a água lá. Simples, o sub-produto destas indústrias é o fluoreto de alumínio e ele é tóxico e custava um bom dinheiro se livrar dele.

Quando o pesquisador na década de cinquenta publicou seu trabalho (falho) sobre o flúor “reduzir cáries”, as gigantes do setor de alumínio viram a oportunidade e não pensaram duas vezes… partiram para os lobies. E com muito dinheiro e uma pesquisa medíocre como a realizada sobre cáries e tal, foi até que “fácil” conseguirem o que vemos até hoje (e não tem jeito de mudar, mesmo médicos e pesquisadores PROVANDO que faz mal para a saúde e o que diz fazer bem não é o que realmente acontece). Incrível.

E tem mais um “atrativo” para os que anseiam o poder e a manipulação dos fluxos de capitais deste nosso sistema… deixando o povo “mais “lerdo”, menos hábil cognitivamente falando, este “povo” (“gado” aos olhos destes “controladores”) responde de forma mais amena às insanidades que se observam com relação a corrupção, impostos exorbitantes, e os absurdos por todos os lados que vemos todos os dias, onde apenas alguns estão sendo mostrados aqui.

Eu olho para essa juventude que está chegando e sinto compaixão por ver que eles realmente são menos “inteligentes”, apresentando a grande maioria dificuldades de aprendizado, menos habilidades que dependem de seu cérebro, mas que infelizmente este mecanismo fica cada dia mais comprometido por intoxicação, por metais pesados e outras coisas horríveis que são continuamente “Jogados” dentro de suas cabeças.

Mais alguns artigos sobre esse tema… AQUI.

Vejam um médico falando sobre o flúor…

.

Estas empresas de alumínio estão sempre buscando ao “balançarem” seus dólares/reais em campanhas eleitorais dentro dos países ocidentais, garantir seus interesses fazendo circular seus produtos a revelia do mal que eles fazem aos miseráveis “bois” que acreditam em seus governantes. Não resta outra coisa, senão como gado caminhar lentamente para o abatedouro, a não ser que você comece agora um programa de prevenção de saúde, você e toda sua família.

Veja também sobre essa questão do flúor na água essa matéria AQUI, onde lemos mais uma análise do médico brilhante, Dr. Donald Miller, apresentado quando estudamos as vacinas e o mercúrio, falando que o próprio Conselho Nacional de água Potável nos EUA fez um amplo e completo estudo, com toda imparcialidade sobre as normas do EPA (uma espécie de “CETESB” dos EUA), concluindo que as concentrações de flúor na água lá, que são até menores das utilizadas aqui, são na verdade causadoras de artrites, artroses, provocando dores crônicas e canceres… vejam isso no artigo, por favor.

E se não for suficiente, tem mais matérias ainda… vejam AQUI, AQUI, AQUI e AQUI., onde vemos nesse último o cúmulo dos cúmulos dos absurdos para esse tema..

Uma coisa absolutamente incrível…. essa matéria informa que um dos componentes do gás que vimos recentemente ser solto na Síria, o “Sarin”, matando mais de 800 pessoas e causando uma comoção global, foi manufaturado lá na Síria (será mesmo?) com o uso de dois princípios ativos fabricados na Inglaterra e exportados para lá, decorrente do que chamaram de uma “frouxidão” do governo inglês no permitir essa exportação.

Esses dois gases foram classificados pelo próprio governo inglês como “altamente perigosos” e que interferem severamente no sistema nervoso do ser humano… , e adivinhem só quais são estes dois gases que foram mencionados pelo próprio órgão inglês como integrantes da fórmula do gás venenoso “Sarin” (arma química), que é conhecido por atacar e destruir o sistema nervoso dos que são submetidos a ele?

• fluoreto de sódio 

• fluoreto de potássio

Acredita? Exatamente o que é utilizado na água que você bebe. Leia o artigo e os links encontrados nele, por favor…

E vejam essa conceituada revista americana, que circula também no Brasil e em mais dezenas de países, falando exatamente isso, que pesquisadores estão PROVANDO que essa “fluoração” da água que chega na sua casa   te deixa mais “burro(a)”… AQUI.

Essas coisas aí, esses gases integrantes de fórmulas de armas químicas que mata as pessoas atacando o sistema nervoso central, é exatamente o que usam para “fluoretar” a água que chega na sua torneira E VOCÊ DÁ PARA SEU FILHO BEBER.

Pode uma coisa dessas?… Leiam a matéria… vejam as coisas direitinho antes de ficar aí com coisas do tipo “eu não acredito”…. “não é possível” e tal…. são fatos meu amigo e amiga, independem se você acredita ou não ou se você tem respostas dos por quês ou não… isso não muda nada, pois o que você ou eu pensamos sobre estas coisas para os seus “por quês”, de nada muda os fatos que estão aí em cima da mesa… tem de prestar atenção e parar de achar que o mundo é cor de rosa.

E vejam AQUI o conteúdo de íons de “flúor” na água que seu filho bebe, resultante do jogar fluoreto de sódio ou potássio nela… hã! Na sua cidade tem uma “Sabesp”, pode verificar que vai achar.

.

.

H) FTALATOS

plastico_microondas_nãoA melhor coisa a fazer sobre esses componentes químicos é transcrever abaixo um artigo traduzido deste site muito legal AQUI… a tradução está neste outro blog em português AQUI… veja:

P. O que são os ftalatos e como eles são utilizados ?

R. O ftalato é uma classe de substâncias químicas agregadas a uma série de produtos comuns de consumo. Em 1994, perto de 87% de todo o ftalato produzido nos USA foi utilizado como aditivo, na forma de plastificantes ou como agentes amaciadores de produtos de vinil ou PVC. Plastificantes são materiais viscosos como melado que saturam a matriz tridimensional da resina plástica, como uma esponja rija. Ela torna-se flexível mas com o tempo estes materiais viscosos, os aditivos, gradualmente vão saindo, fazendo a esponja ficar novamente ressequida. Os produtos de consumo de PVC, ou vinil, amaciados podem conter mais de 40% de seu peso em ftalato. A sociedade está largamente exposta aos ftalatos porque o PVC é um plástico amplamente disseminado na fabricação de acessórios domésticos (por exemplo, piso, papel de parede e outros), utensílios médicos (como cateteres, bolsas de sangue e soro), itens infantis (mamadeiras, brinquedos para apertar, colchonetes para troca de fraldas, mordedores) e para embalagens (filme transparente, garrafas descartáveis).

 

P. Sabemos se o ftalato está presente em nossos corpos ? Como foram absorvidos ?

R. Uma pesquisa feita pelos Centers for Disease Control (nt.: CDC)/Centros de Controle de Doenças dos USA) confirmou, em 2001, a presença de ftalatos nos organismos humanos.

Comer, respirar, contactar pela pele e mesmo pela transfusão de sangue, todas são vias, isolada ou conjuntamente, de acesso de ftalatos a nossos organismos. De acordo com a U.S. Environmental Protection Agency (nt.: EPA/Agência de Proteção Ambiental dos USA) comer seja provavelmente a rota principal para que os humanos sejam contaminados com dietilhexil ftalato (DEHP), o ftalato mais empregado como plastificante. O DEHP migra para os alimentos dos filmes transparentes durante o armazenamento. Similarmente, também somos contaminados com outros ftalatos comumente utilizados como diisononil ftalato (DINP).

Provavelmente as crianças têm índices mais elevados do que a maioria, em razão de que seus brinquedos de levar à boca sejam feitos com maiores quantidades de ftalatos em PVC mais amaciados (como os mordedores). Por exemplo, os níveis mais altos de DINP liberados dos mordedores e outros brinquedos, excedem à dose diária aceitável de acordo com pesquisas, conduzidas na Holanda e Dinamarca, onde se simulava o comportamento de morder feito pelas crianças. Além disso, a pesquisa holandesa confirmou o que a maioria de nós tem observado de que as crianças chupam ou mordem seus dedos e outras coisas que não são feitos para irem aos seus lábios mais do que os mordedores. Este instinto de morder sem dúvida agrega-se a esta sua dose elevada de ftalatos.

A transfusão de sangue é outra via de acesso de ftalato ao corpo humano. Fazem seu caminho dos utensílios médicos feitos de PVC para as soluções e daí para o corpo dos pacientes. Pessoas que estão enfermas, especialmente crianças cujo organismo ainda está em desenvolvimento, podem ser particularmente sensíveis a este tipo de exposição. Em setembro de 2001, a U.S. Food and Drugs Administration (nt.: FDA/Adminstração de Alimentos e Fármacos dos USA) advertiu de que alguns dos utensílios médicos feitos com PVC poderiam estar expondo certos pacientes a quantidades danosas do ftalato DEHP. Mais tarde, a American Medical Association (nt.: AMA/Associação Médica Norte-americana) externou sua preocupação quanto aos utensílios médicos feitos com DEHP. Já o Health Canadá Advisory Panel (nt.: Conselho Consultivo de Saúde do Canadá) da mesma forma recomendou que o sistema de tratamento de saúde não utilize produtos médicos que contenham DEHP em certos grupos de pacientes, incluindo crianças e meninos antes da puberdade. Preocupação de fato foi realçada pelo National Toixicolgy Program (nt.: NTP/Programa Federal de Toxicologia) de que o trato genital masculino humano em desenvolvimento, ainda imaturo, pode ser afetado negativamente por altos níveis de DEHP.

Respirando o ar e a poeira que contenham ftalatos que volatilizaram dos pisos de PVC também se agregam aos volumes de ftalatos em nossos organismos. De novo isto é particularmente perturbador para as crianças já que elas passam longo tempo no interior das casas e respirando próximo ao piso. De fato, um estudo inicial conduzido na Noruega relatou uma alta incidência de obstrução dos brônquios em crianças que residem em casas com pisos de PVC ao contrário daquelas que vivem onde o piso é de madeira. Ftalatos sendo liberados na atmosfera pode ser a conexão entre estas duas observações.

O contato pela pele pode ser a mais importante rota de ingestão de ftalatos originários de produtos de cuidados pessoais como o sabonete. Numa pesquisa feita pelo CDC sobre ftalatos, o metabólito do dietil ftalato (DEP) foi detectado em altíssimos níveis na população testada. O DEP é utilizado em numerosos produtos perfumados como sabonetes, loções e perfumes. Está também presente em produtos plásticos como escovas de dente, brinquedos infantis e para embalar alimentos.

 

P. Como o ftalato afeta nossa saúde ?

R. Recentemente o NTP manifestou sua preocupação sobre o desenvolvimento irregular de nenês nascidos de mulheres que durante a gravidez tiveram contato com os níveis normais considerados para um adulto. Expressaram sua preocupação de que os meninos e os nenês do sexo masculino que substancialmente excedem a dose de DEHP estimada para adultos, podem apresentam problemas no desenvolvimento de seus sistemas reprodutivos. 

O DEHP foi classificado pela EPA como um provável carcinogênico humano. O Department of Health and Services (nt.: Departamento de Saúde e Serviços Humanos) também classificou o DEHP como cancerígeno potencial. Isto quer dizer que o DEHP é sem dúvida uma substância que gera câncer em humanos. Ratos e camundongos alimentados com DEHP e DINP também mostraram um incremento de cânceres de fígado em comparação com animais que não foram alimentados com estas substâncias.

As proles de ratas separadamente alimentadas com diferentes ftalatos, chamados dietil hexil-, diisononil- e butil benzil ftalato (DEHP, DINP e BBP, respectivamente) não seguiram os processos normais de desenvolvimento sexual. Nos casos das que foram alimentadas com DEHP e BBP também o peso das proles foi reduzido. Outras pesquisas detectaram nos testículos de jovens ratos machos outros efeitos sutis em baixas doses de DEHP.

Altas doses de dietil ftalato (DEP) fornecido a ratas prenhes mostraram que causam o aparecimento de uma costela extra nas suas proles. Adicionalmente as fêmeas expostas ao DEP durante toda sua vida experimentaram um elevado número de nascimento de fetos mortos. De acordo com um relatório, de 1996, da Agency for Toxic Substances and Disease Registry (nt.: ATSDR/Agência sobre Substâncias Tóxicas e Registro de Enfermidades): “Não há informações disponíveis indicando possíveis efeitos causados pelo dietil ftalato caso se respire, coma, beba, e mesmo que esta substância toque na pele”.Esta é uma declaração problemática em razão da diversidade de produtos de consumo nos quais o DEP é adicionado. Além disto, realça as regulamentações inadequadas para substâncias químicas comerciais largamente utilizadas.

 

P. Como é que o governo regulamenta os ftalatos ?

R. Em 1999, prontamente face as potenciais quantidades de perigosas doses de ftalato ingeridas pelos nenês e os sérios e negativos efeitos sobre a saúde detectados em animais pesquisados, a União Européia emitiu um banimento emergencial do emprego de certos ftalatos em brinquedos feitos para crianças com menos de 03 (três) anos de idade. Recentemente foi novamente renovado. Nos USA, em 1986, a Consumer Product Safety Comission/CPSC (nt.:Comissão de Consumo de Produtos Seguros) e o Toy Manufactures of América/TMA (nt.: Fabricantes de Brinquedos da América) acordam por um limite voluntário em 3% de DEHP para chupetas e mordedores. Mais tarde, em 1998, a CSPC questionou os produtores de brinquedos para retirarem dos mercados, os mordedores e os chocalhos de PVC que contenham DINP. Entretanto, tais acordos voluntários não eliminam a utilização e a exposição pelas crianças a aditivos perigosos não testados. Paralelamente, os adultos estão também expostos a químicos potencialmente perigosos pelo uso de um sem número de produtos que contém ftalatos.

Regulamentações também estão sendo feitas para ftalato para embalagens plásticas que entram em contato com o alimento tanto durante seu processamento, transporte e armazenamento. A Food and Drug Administration/FDA (nt.: Administração de Alimentos e Fármacos) dos USA definiu que butil benzil ftalato (BBP) e diisononil ftalato (DINP) “podem ser utilizados seguramente” em níveis de 01% e 43%, respectivamente. Inspeções mais acuradas, entretanto, revelam que estas cláusulas estão muito próximas de serem quebradas. Por exemplo, as normas definem que os plásticos podem ser utilizados “em temperaturas que não excedam a temperatura ambiente”. Isto implica que aquecer alimentos embalados em plásticos em microondas poderá ser considerado insalubre. E esta é uma prática do dia-a-dia nos USA.

 

Nota : Especialistas em saúde ambiental recomendam que um caminho para evitar a exposição aos ftalatos é eliminar o aquecimento de alimentos embalados em plásticos no  microondas se não se tem a certeza de que aquele plástico não é feito de PVC.

.

 

.

I) PANELAS, LATAS, CAIXA DE LEITE E LEGUMES E OUTRAS EMBALAGENS QUE DE ALUMÍNIO

Vou transcrever na íntegra uma matéria do blog do jornalista Jorge Roriz. Ela já diz o suficiente. Vejam.

“Na Itália, famosa por seus restaurantes, nenhum deles pode usar essas panelas, devido à proibição do governo italiano. É que as panelas de alumínio contaminam a comida intensamente.Para você ter uma idéia: pesquisa da Universidade do Paraná demonstrou que as panelas vendidas no Brasil deixam resíduos de alumínio nos alimentos que vão de 700 a 1.400 vezes acima do permitido. Isso só ao preparar a comida. Se esta ficar guardada na panela por algumas horas, ou de um dia para o outro, este valor pode triplicar ou quintuplicar.Viu por que vale a pena trocar de panelas?

Mas não é só. Sabe as latinhas de refrigerantes e cervejas, hoje tão difundidas no Brasil? Pesquisa do Departamento de Química da PUC demonstrou que elas não são fabricadas de acordo com os padrões internacionais. Em conseqüência, seu refrigerante predileto pode conter quase 600 vezes mais de alumínio do que se estivesse na garrafa. E além do alumínio foram demonstrados pelo mesmo estudo mais 12 outros metais altamente perigosos para a saúde nessas latinhas, como o manganês, que causa o mal de Parkinson, o cádmio, que causa psicoses, o chumbo, encontrado no organismo de muitos assassinos, e outros.

Que tal? Prefira as garrafas, tá? Descoberto em 1809, o alumínio é um metal muito leve (só é mais pesado do que o magnésio) e já é muito caro. Naquela época, Napoleão III, imperador da França,pagou 150 mil libras esterlinas (mais ou menos 300 mil reais) por um jogo de talheres de alumínio. Esse metal tem espantosa versatilidade, sendo utilizado em muitas ligas metálicas.

Depois do aço, é o metal mais usado no mundo, seja em panelas, embalagens aluminizadas, latas de refrigerantes e cervejas, antiácidos e desodorantes antitranspirantes, assim como vasilhames para cães e gatos comerem e beberem. Nestes animais, com o tempo, pode causar paralisia dos membros posteriores que leva ao sacrifício precoce dos animais, na maioria das vezes, os veterinários, por falta de exames dizem que o animal está muito velho.

Se seu cabelo está caindo, desconfie do alumínio. Este metal, quando está excessivo no organismo, provoca grande oleosidade no couro cabeludo, que vai sufocar a raiz dos cabelos. Usar xampus contra a oleosidade ajuda, mas se você não eliminar a causa, vai perder muito cabelo. Muitas vezes, a queda de cabelos vem acompanhada de dormências ou formigamentos quando se fica na mesma posição (com as pernas cruzadas, por exemplo).

Além dos seus cabelos, todo o seu organismo está sendo prejudicado: o alumínio deposita-se no cérebro, causando o mal de Alzheimer (esclerose mental precoce) e expulsa o cálcio dos ossos, produzindo a osteoporose. Esse cálcio vai se depositar em outros lugares, produzindo bursite, tártaro nos dentes, bico de papagaio, cálculos renais… E também vai para dentro das suas artérias, estimulando a pressão alta e a possibilidade de isquemias cardíacas (infarto), cerebral (trombose) e genitais (frigidez e impotência).

Para o Dr. Mauro Tarandach, da Sociedade Brasileira de Pediatria, está bem claro o papel do alumínio nas doenças da infância, graças ao avanço da biologia molecular no que tange ao papel dos oligoelementos na fisiologia e na patologia. Os sintomas clínicos da intoxicação por alumínio nas crianças, além da hiperatividade e da indisciplina, são muitos: anemia microcítica hipocrômica refratária ao tratamento com ferro, alterações ósseas e renais, anorexia e até psicoses, o que se agrava com a continuidade da intoxicação.

Atualmente se utiliza a biorressonância para avaliar o nível do alumínio e outros metais. O método é muito menos dispendioso, podendo ser utilizado no consultório ou na casa do paciente. E como é que o alumínio entra no organismo? Através das panelas de alumínio, por exemplo, que vêm sendo proibidas em muitos países do mundo. Em suma, o alumínio é muito útil. porém mortal.

Fonte: AQUI

.

.

J) GLÚTEN,  LEITE E DERIVADOS E OUTROS ALIMENTOS QUE NÃO SE ADAPTAM AO SEU SISTEMA GASTRO-INTESTINAL

Somos seres únicos. Temos nossas características genéticas que nos diferenciam, como cada carro se diferencia do outro nas ruas. Uns andam mais, outros menos, outros consomem menos, outros andam em terrenos difíceis, e assim vai…

Uma das coisas que nos diferencia é a nossa capacidade de absorver nutrientes e lidar com substâncias da natureza em nosso sistema gastro-intestinal, e aí que entra o glúten e o leite como as substâncias mais comuns no interferirem no nosso sistema de recepção de mercadorias, nosso intestino, e posteriormente em todo o resto.

Vamos ver nosso principal professor de nutrição falando sobre o glúten primeiro…

.

Problemas cardíacos, problemas de equilíbrio e musculares (ataxia), dor de cabeça (cefaléia) e todas as doenças autoimunes estão relacionadas ao glúten… precisa dizer algo mais?

Eu tenho intolerância ao glúten e por isso devo evitá-lo ao máximo, e é o que estou conseguindo fazer bem, pois estou complementando diariamente tudo o que menciono nos passos do programa, e isso facilita de sobremaneira vencer a batalha com as químicas de “prazer” que eu sentia quando fazia um sanduíche matinal de pão da Wikebold integral com quinoa e castanha, passava manteiga de um lado, requeijão do outro, e colocava fatias de queijo prato, comendo com uma xícara de café com leite.

Era bom demais sim, mas eu consegui parar com esse “suicídio” a conta gotas, e isso só me foi possível graças às informações advindas de meus estudos, que me impulsionam de forma efetiva para sair destas “dependências” químicas quase que imperceptíveis que sou submetido. Todos nós nos tornamos “viciados” nas coisas que nos dão “prazer” pela bioquímica que nossos corpos desprendem ao tomar contato com certas substâncias… esse esquema tem de ser compreendido para que daí possamos nos libertar daquilo que nos faz mal.

Talvez até venha a comer algo como o meu lanchinho matinal predileto um dia, num hotel em alguma viagem, mas com certeza estarei com comprimidos de enzimas sendo tomadas ao mesmo tempo, e depois uma colher de sopa de areia bentonita para remover o que esteja lá “dando trabalho”.

As enzimas são para ajudar meu intestino a “quebrar” as moléculas de glúten que possam estar criando dificuldades para minha flora intestinal e suas células trabalharem satisfatoriamente.

A areia bentonita tem características terapêuticas fantásticas na desintoxicação do intestino, sendo altamente recomendada para “limpar” todas as toxinas que possam estar causando qualquer incomodo intestinal, queimação, cólica e tal. Funciona rapidamente e de forma muito abrangente, sem contra indicações para estas situações de “incômodos” (conheçam este agente detox com o código YBP-00519 sendo digitado na régua de busca do site da iHerb.com, e veja como comprá-la no menu superior do blog, em “Corrente do Bem”).

O QUE FAZER: Deixei de consumir glúten diariamente pois sou sensível ou intolerante à ele. Se não apresentasse estufamento e dificuldades de digestão, eu reduziria ao máximo seu consumo. Eu vi muito bem que sempre que ponho essa substância em meu corpo sou como que “atacado” de forma silenciosa e vagarosa, e o estrago vai represando” seu efeito para daí  “estourar” de repente.

COMO SUBSTITUIR: Procurei em lojas produtos naturais que sejam isentos de glúten. Só tem esse jeito, lembrando que mesmo a aveia que dizem não ter glúten, no Brasil se contamina em sua grande maioria ao estar em contato com os mesmos equipamentos que beneficiam o trigo e outros grãos que contém glúten. Se for celíaco, melhor deixar de consumir qualquer tipo destes cereais também.

.

O LEITE

leite_mataAgora vamos estudar um assunto polêmico, aliás, bastante polêmico…. o leite.

Quando lembramos de “leite”, automaticamente nosso cérebro o associa à nossa mãe, a algo terno e que nos dá segurança, como os dias que vivemos em seu colo mamando, nos sentindo protegidos, onde depois ao olharmos para um copo de leite, damos ao nosso cérebro o “imput” para novamente sentirmos a “química” acontecer pela na memória desta “boa sensação” que sentimos.

A ciência que estuda essas associações neuro-cerebrais se chama “mimética”. Podemos ilustrá-la quando uma criança que foi “batizada” dentro de umas das dependências do Mac Donalds com a maldita “batata frita” que tem adicionada ao seu tempero o “glutamato monossódico” (o tal do “Ajinomoto”), que é um dilatador das papilas gustativas da boca, que dão a sensação prazerosa de sabor quando a criança come aquele cavalo de troia”.

Sem falar de ser frita em óleo vegetal e estar cheia de gordura trans (mesmo negando e tal) e portanto já “plastificando” as veias e artérias das crianças desde cedo, ainda vem com esse produto químico escravizante cerebral, que sempre que a criança vê o “M” amarelinho em algum lugar, seu cérebro associa as sensações do glutamato monossódico prazeroso e manda o recado… “eu quero” para os pensamentos, que a criança então verbaliza por muitas vezes com choro até…. um absurdo.

E com o leite agora vamos enfrentar a mesma coisa, só que não com crianças só, mas principalmente com adultos, pois estão sob as mesmas garras que as crianças e as batatas fritas do Mac Donalds caíram, ao ver seu cérebro confuso no ler coisas tão más sobre o que ele tem por ser tão bom, mesmo não possuindo nada de argumentos para lastrear os “bons pensamentos” sobre o leite de vaca…. é assim mesmo… você provavelmente vai sentir dificuldade em sua mente em “compilar” as informações sobre o leite de vaca que vai ler, mas por uma questão “mecânica” de funcionamento do seu cérebro, que a “mimética” estuda e explica.

Sabendo disso, você dá o primeiro e mais importante passo para sair desse processo escravizante, e com ponderação e critério ler as linhas seguintes e ao final deliberar sobre o que virá a acessar de informações… boa sorte, e vamos começar por esse vídeo do nosso professor Lair Ribeiro.

.

Então… não é interessante vermos a medicina ortodoxa caminhar mais uma vez na contra mão da realidade? Não é impressionante ver os médicos nos consultórios orientando suas pacientes a caminharem direto para a doença que elas estão ali “clamando” para se ver livre?

Conseguem ter a sensibilidade para perceber o terrível impacto do que vamos descobrindo nas linhas aqui do Saúde&Sabedoria? Essas coisas todas ditas pelo Dr. Lair em 57 minutos, são apenas 25% das informações que ele transfere na aula de pós-graduação que ele ministra aos seus alunos, cuja satisfação no assistir me foi propiciada pelo próprio professor.

Essas coisas vistas no vídeo são apenas uma parte, pois se ele dissesse tudo o que existe para ser dito num programa de televisão, ia ficar as mesmas 4 horas falando.

Para vocês terem uma ideia, a introdução ao tema “leite” feita pelo Dr. Lair em sua aula, foi mencionar que recebera a poucos dias uma carta do Ministério da Saúde solicitando a ele que parasse de falar mal do leite.

Em resposta, o Dr. Lair disse que os advogados dele estavam à disposição para qualquer impasse judicial caso ele não pudesse fazê-lo, e que ele estava disponível para dar uma consultoria ao ministério para consertar essa situação caótica em que se encontra esse setor no Brasil… risos geral na sala. O Dr. Lair é famoso por não perder oportunidade de ganhar um dim dim.🙂

Não importa o que o Ministério venha pedir… o que importa, como ficou claro na exposição do Dr. Lair, é que dentre tantas coisas ruins que o leite disponível para tomar acarreta, é que ele também causa câncer, e isso está também cientificamente constatado pela Universidade de Harvard, nos EUA… ver material AQUI se referindo a isso, e siga depois os links para chegar até Harvard.

O DIABO NO LEITE

Touro Auroch - 7 000 anos atrás

Touro Auroch – 7 000 anos atrás

E tem mais coisas ruins ainda, de tal forma ruins que os médicos que descobriram um tal de peptídeo BCM7 num dois dois tipos de leite que existem no mundo, chamam essa descoberta de “O Diabo no Leite”.

Para compreender resumidamente isso, comecemos por saber que os cientistas classificam as vacas em todo o mundo como vacas do tipo A1 e tipo A2, dando cada uma leite tipo A1 e leite tipo A2.

Os dois tipos de vacas são descendentes de um  touro que se chama Auroch, conhecido desde a 7/8 mil anos. Existe uma proteína no leite de vaca (parte sólida) que se chama beta-caseína, onde ela é composta de uma cadeia de 229 aminoácidos, onde o de número 67 nas vacas A2 se chama “prolina”.

Há cerca de 5 mil anos atrás ocorreu uma mutação nesse aminoácido, que foi transformado em um aminoácido de nome “histidina”, o que resultou na espécie de vacas chamadas de A1, vista na figura abaixo.

vacas_A1_A2

.

Nos EUA, em vários países da Europa e principalmente em todo o Brasil o que encontramos são vacas tipo A1, sendo o nosso leite o tipo A1, que são as vacas mais recentes da história, como as vacas holandesas que formam a base do nosso gado leiteiro.

A parte lateral desta parte da proteína beta caseína, chamada popularmente de histidina, se chama na verdade  beta-casomorphin-7 (BCM 7).

E agora vem o impressionante, o que faz essa substância ser chamada de “O diabo”… vejam a transcrição da frase retirada dessa matéria AQUI.

Os efeitos negativos dEste fragmento (bcm7) pode ser devastador, porque é um opiáceo ou narcótico potente, bem como um oxidante.

Dr. Thomas Cowan pensou o tempo todo que algo não estava “muito bem” no leite . Escrevendo para o “The Bovine” , ele diz que muitos de seus pacientes apesar de tentar comer apenas os produtos lácteos adequados ainda estão doentes e são incapazes de tolerar o leite. Ele suspeita que a história com o leite não foi ainda completamente terminada.” 

Em sua tentativa de terminá-la, Woodford reúne uma pilha de provas de mais de 100 artigos científicos, examinando estudos populacionais e pesquisas com animais e seres humanos. Ele explica a ciência que sustenta a hipótese de A1/A2 e mostra que o BCM 7 está associado com a intolerância ao leite e uma série de doenças auto-imunes, incluindo diabete Type 1, o diabetes que ocorre geralmente durante a infância ou início da vida adulta. 

Em pessoas com diabetes tipo 1, o organismo destrói suas próprias células produtoras de insulina. Há uma diferença importante entre a proteína beta-caseína humana e a beta-caseína A1 produzido por vacas .Todos beta-caseína humana é mais parecido com a do leite do tipo A2, o que significa que o leite humano libera muito menos BCM 7 do que é liberado no leite A1. 

Quando os investigadores testaram o leite humano na Nova Zelândia, eles encontraram menos de 1% do BCM 7 que foi libertado a partir da mesma quantidade de leite A1. Isto significa que o efeito narcótico a partir de leite humano para os bebés alimentados é menos do que um milésimo do que a encontrada no leite tipo A1. 

BCM7 foi mostrado por causar danos neurológicos em animais e pessoas, particularmente alterações que levam ao autismo e a esquizofrenia. É também interferente nas respostas imunes. Animais injetados com BCM 7 desenvolvem diabetes tipo 1. 

BCM 7 é pró-inflamatório para os vasos sanguíneos, e liga-se seletivamente às células epiteliais das membranas mucosas, tais como do nariz e da garganta, em que pode estimular a secreção excessiva de muco. 

Quando BCM 7 é libertado no intestino, normalmente é difícil para ele transpor a parede intestinal e ir para a corrente sanguínea, porque é BCM7 é uma molécula bastante grande. Mas em pessoas com síndrome do intestino permeável, ele é capaz de passar facilmente através da parede do intestino e entrar na corrente sanguínea. 

Dr. Woodford afirma que BCM 7 pode ser detectada na urina. Segundo ele, há fortes indícios de que as pessoas com úlceras no estômago ou doença celíaca não tratada que também absorvem BCM 7 desta maneira. 

Os bebés são susceptíveis de absorvê-lo dessa maneira também, porque as paredes do intestino permitem passar grandes moléculas facilmente na corrente sanguínea. É assim que eles são capazes de absorver o colostro da mãe. Esta susceptibilidade dos bebês para os efeitos BCM 7 torna os produtos da fórmula infantil do leite de vacas A1 uma escolha muito pobre. 

Opióides como o BCM 7, diminuem a taxa de passagem através do trato digestivo, como explica a Dr. Woodford, porque os bebês alimentados com produtos como o leite em pó de vacas em vez de leite humano, são suscetíveis a prisão de ventre e podem sofrer fissuras anais. 

Ele sugere que é possível que esta passagem mais lenta de leite A1 através do sistema digestivo pode aumentar a intolerância à lactose. Ele vê a exposição precoce e prolongada ao BCM 7 em fórmulas para bebês como um fator significativo para o aumento das taxas de autismo e síndrome de Asperger, juntamente com o resto do resto do espectro dessas doenças, e ele está no meio de pesquisa sobre esse tema. 

Não bastassem as vacinas, agora você toma conhecimento também sobre o leite de vaca…. e minha filhinha tem algo como que a síndrome de Asperger… que coisa maluca esse mundo… que terrível. Eu mesmo devo ter um certo grau de autismo ou Asperger… quando criança, minha mãe engravidou logo ao término de sua quarentena, e isso “cortou” a minha fonte de leite materno. Consequentemente tentaram me alimentar com leite de vaca, ao que apresentei intolerância.

Muito magro (e grande) acabei sendo alimentado pelo leite de uma cabra que vinha da cidade vizinha por ferrovia, onde uma tia o buscava diariamente para mim (essa querida tia agora está com câncer de mama). E assim foi durante alguns anos, pois o leite de vaca “não descia” e agora entendo muito bem o por quê… juntando essa experiência com leite de vaca muito cedo e com as vacinas que minha mãe me deu com mercúrio, está explicada a minha característica atípica de não gostar de mentiras, não compreender mentiras direito, pois Apergers não sabem mentir e tem dificuldade em lidar com mentiras e pessoas “conversinhas”… devo ser uma espécie de “Asperger”… mesmo que interessante essa minha descoberta, é triste.

Até que isso seja feito, ele sugere que as mães amamentem seus bebês por tanto tempo quanto possível e insistam em substituir quando necessário, o leite materno apenas por leite A2. 

As razões para a mutação que produz BCM 7 aconteceu há milhares de anos. O gene A1 beta caseína espalhou-se rapidamente em muitos países do mundo ocidental. A especulação tem-se que a propagação de vacas A1 resultou de seus bezerros beber leite A1 e estar exposto ao ópio BCM 7, tornando-os mais dóceis do que as raças mais antigas. Como resultado, basicamente, todas as vacas leiteiras americanas se transformaram beta-caseína e são predominantemente A1. 

No Brasil aconteceu a mesma coisa… aqui todas as vacas são do tipo A1.

Os franceses não aceitaram as raças A1 de vacas, e os deliciosos queijos da França são feitos com leite A2. Nos EUA há apenas uma medida de gado leiteiro A2, localizado em Firth, Nebraska. 

A absorção de BCM 7 é muito menor em pessoas com aparelhos digestivos normais, o que sugere que a manutenção da saúde digestiva deve ser uma prioridade em qualquer país que consuma leite predominancia de vacas A1. 

Uma das melhores maneiras de conseguir isso é com o uso diário de probióticos (mesmo que probióticos seja uma coisa muito boa e nada tenho contra, o melhor a fazer para com relação ao leite eu tenho que seja o que o que fiz logo após a aula com o dr. Lair… parei de vez com o leite, a não ser que seja uma coalhada, algo que o próprio doutor Lair ouvi dizer que de vez em quando não vai prejudicar severamente.

Que podemos fazer sobre o fato de que nós temos as vacas erradas? BCM 7 não é encontrado na cabra ou leite de ovelha que são o tipo A2. Beber esses leites ao invés do leite de vaca é uma opção. 

E isso explica porque fui criado em meus primeiros meses com leite de cabra…. ainda bem que acharam uma cabra logo…🙂

A alteração de um rebanho de vacas leiteira de A1 para o tipo A2 é simples e barato, e pode ser realizado em menos de dez anos. Ela exige apenas que os agricultores inseminem suas vacas, natural ou artificialmente, com sêmen de touros A2. 

Na Nova Zelândia, os agricultores já começaram a converter os seus rebanhos em antecipação do aumento da demanda do consumidor por leite A2. 

não_leite_A1Está explicado o caminho da consultoria que o Dr. Lair Ribeiro propõe dar ao ministério da agricultura… transformar o gado leiteiro brasileiro em A2.

Em países onde o nível cultural é grande, as pessoas leem estas notícias e não saem dizendo “não acredito” ou não dando a mínima atenção… eles tomam atitudes e param de tomar mesmo, sem conversinhas… afinal, são cultos, tem melhor cognição e podem ler, compreender, ponderar, acreditar no “cristalino” e tomar uma atitude… e você também leitora/leitor, como pessoa culta e com bom discernimento, também pode, sempre que deliberar coerentemente e responsavelmente sobre coisas importantes como esta que estamos apresentando aqui, fazer a coisa certa, certo?

E por favor não pensem que o leite A2 é bom para a saúde… sendo A2, então devemos considerar tudo o que o Dr. Lair e os cientistas já relataram no primeiro vídeo…. o que fica muito claro, é que existe apenas coisa ruim no leite, e quando do tipo A1 então, vira algo absolutamente medonho e genocida no nosso caso, pois nosso rebanho é do tipo A1.

Bom, não é a toa que o Dr. Lair diz que pode vir a ser encontrado morto a qualquer momento… sua interferência dentro do fluxo de importantes capitais desse sistema de governo ocidental é bem significativo, pois o que está acontecendo no Brasil também, e por grande participação (louvável) dele é que muita gente vai parar mesmo de consumir porcarias que os matam pouco a pouco.

Mas será que o Dr. Lair Ribeiro quis também se referir às industrias leiteiras como um dos setores que  poderia desejar vê-lo silenciar no falar a verdade sobre o leite? Seria mesmo algo relacionado aos produtores de leite?

Se formos ver no YouTube as fazendas de leite, bem como seus proprietários, vamos concluir que não pode ali haver perigo, mesmo porque são produtores pequenos, com até 300 vacas em sua maioria, formando bacias em regiões bem espalhadas pelo Brasil, tendo a pulverização de laticínios próximos às bacias leiteiras… em cada canto do país encontramos um laticínio… são centenas, senão milhares de marcas de leites por aí…. não vejo organização nessa classe para se blindarem, nem em Brasília, nem de outra forma a provocar mal a alguém.

Mas tem alguém muito forte e do mal mesmo, que tem interesse nesse setor… sabem quem é?? Já falamos sobre ela aqui…. a senhora “Monsanto”…. impressionante.

Vejam esse vídeo sobre um dos principais hormônios que estas infelizes vacas A1 brasileiras recebem para viverem produzindo leite, o tal do “RBGH” mencionado também pelo Dr. Lair na aula que assisti…

.

Vocês acham que aqui no Brasil é diferente?… hã.

Compreendem caros leitores, como as coisas giram em torno do dinheiro mesmo? Para certos alucinados, não importa se faz mal ou não, se mata ou não, se provoca câncer ou não, mas importa apenas se faz ganhar mais dinheiro… isso é a única coisa que importa para estas pessoas, quer você acredite ou não.

O QUE FAZER: Creio nem ser necessário dizer, mas: PAREI DE TOMAR QUALQUER ESPÉCIE DE LEITE DE VACA, em pó, de caixinha ou em forma de queijo ou também manteiga. Não tem jeito, vocês viram.

As únicas formas de que eu ainda me vejo ingerindo leite de vaca seriam das seguintes maneiras:

1- Queijo “cottage” (uma espécie de ricota magra) batido no liquidificador na proporção de 2×1 com linhaça. O Dr. Lair Ribeiro diz que usa assim, é gostoso e está avalizado por uma cientista que alega haver uma ruptura molecular pelo uso do liquidificador de tal forma que altera as moléculas nocivas dos hormônios e demais agentes tóxicos contidos no leite.

2- Manteiga apenas de leite tipo A2. O dr. Lair Ribeiro diz que a manteiga Ghee encontrada na iHerb pelo código “PFM-10010” (ver a “Corrente do Bem” no menu superior do blog) é de leite A2.

3– Mesmo que beber leite de outro animal não seja coisa do reino animal, onde só o homem faz isto, se for para tomar/comer algo com leite vou optar por produtos de cabra, de ovelha e de búfala… estas são do tipo A2 e não vão fazer tão mal, desde que não sejam de fazendas onde se aplicam hormônios e técnicas de inseminação artificial ou sistemas de produção que dependem do uso abusivo de antibióticos.

E para terminar mais esse “filme de horror”, segue um vídeo que expressa a realidade também das nossas fazendas leiteiras, mesmo que seja em maior ou menor grau quanto ao uso de hormônios, de antibióticos e de confinamento cruel, dentre outras barbáries para com esses bichos… devemos pensar nisso também quando tivermos vontade de beber um “leitinho” com Toddy ou Nescau.

.

OUTROS ALIMENTOS

Mas não é só o glúten e o leite que podem ocasionar problemas sérios de saúde. Temos de considerar que qualquer alimento pode provocar o mesmo efeito em nosso intestino, gerando toxinas, que por sua vez vão interferir de alguma forma grave em algum dos nossos sistemas.

Como exemplo cito o que conversei com um parceiro nessa luta, um médico jovem que tenho como “brilhante” pelas ideias e posicionamentos que mesmo em pouco tempo vi em sua alma. Estamos estreitando relacionamento para somarmos nossas competências para então fazermos melhor dentro de nosso propósito, que é o servir a humanidade/Criador.

Deus o colocou em minha vida e vice-versa, e vamos que vamos atrás de fazer alguma coisa boa e efetiva nesse mundo… que seja para uns poucos, mas para alguns enfim.

Na conversa que tive com ele em seu consultório semana passada, fiquei sabendo num primeiro momento sobre algumas técnicas de detecção dos alimentos para os quais apresentamos sensibilidade ou intolerância.

Sabemos identificar “alergias” facilmente… ingestão ou contato com certas substâncias apresentam efeito imediato e tem de sair correndo para pronto socorro ou tomar medicação imediatamente. Intolerância é algo que acontece, causa normalmente certo “desconforto” e prejuízos importantes à saúde, e com o passar do tempo “estoura” numa doença grave…. e “sensibilidade” da mesma forma, porém com menos intensidade.

Existe exame laboratorial que aponta substâncias as quais temos sensibilidade ou intolerância, e também algumas técnicas que envolvem conceitos de electromagnetismo que estão sendo eficazes na identificação de alimentos que provocam problemas no trato gastro-intestinal.

Como ilustração desta questão, meu amigo e médico (ainda não falei com ele sobre autorização para dizer seu nome aqui) me conta que está atendendo um paciente que fez o exame laboratorial e constatou que ele apresentou intolerância à ameixa. Deixando de comê-la como vinha fazendo todos os dias praticamente (iogurte), relatou uma significativa melhora em vários sintomas que vinha observando.

Não é interessantíssimo isso? Vou estudar melhor esse assunto e em breve publico um artigo.

 

.

K) PRODUTOS QUÍMICOS NA HIGIENE PESSOAL: SHAMPOOS, SABONETES, SABÃO EM PÓ, PASTA DE DENTES, DESODORANTES, CREMES

methylisothiazolinone1Não adianta tentar tapar o sol com a peneira… os sabonetes, shampoos, sabão em pós, pastas de dentes, cremes e desodorantes são feitos com produtos químicos, que obviamente não tem nada de natural e podem perfeitamente nos fazer mal pelo simples fato destas moléculas entrarem em nossos corpos pelos poros da nossa pele, e lá fazerem o estrago que qualquer coisa que não pertence ao nosso normal metabolismo provoca. Vai ocupar lugar de elemento que precisamos, e aí a confusão se instaura, fungos, vírus e bactérias fazem a festa, deixando-nos doentes.

Da mesma forma como não foram feitos testes mais apurados e detalhados sobre os agentes fármacos que compõem os remédios que nos chegam, pior ainda devemos entender estar acontecendo com os produtos químicos contidos nestes produtos.

A cada pequeno período de tempo surge algum deles que foi melhor pesquisado quanto às consequências de seu uso por humanos, e descobre-se que ele faz mal e tal, e então vem decisões para proibí-lo (quando vem).

Um destes produtos químicos pesquisados recentemente se chama methylisothiazolinone, um produto bactericida encontrado em shampoos, sabonetes, desodorantes e cremes.

Eu olhei o meu shampoo aqui (Seda) e ele tem essa substância, que recentemente foi alvo de testes em animais que apresentaram problemas neurológicos ao se verem em contato com ele (ver matéria AQUI).

Numa matéria da Natural News americana (AQUI), vemos que este produto químico foi testado e o Dr. John McFadden, um consultor dermatologista do St. Instituto de John of Dermatology, diz que está ocorrendo uma epidemia de alergias de pele pelo contato com este produto. Se você tem qualquer alergia na sua pele ou cabeça, já sabe uma bem provável causa.

Diante de tal grau de contaminação já pelas substâncias estudadas no mundo, seria irresponsabilidade eu esperar que os produtos químicos existentes nestes produtos de higiene viessem a sofrer a mesma atenção para então me posicionar.

Claro que vão surgir constatações que todos eles fazem de alguma forma mal ao meu corpo, e eu já estou tomando as medidas necessárias para afastá-los de minha vida.

 

.

CONCLUSÃO:

Vimos muitas coisas difíceis de acreditar, concordo.

Eu mesmo, quando em contato pela primeira vez com cada tema abordado, fui atrás de mais e mais fontes de informações lendo tudo com muito critério, paciência e ponderação. Postei aqui apenas o que realmente creio, e não creio por romantismo ou por opção como se “torce” por um time de futebol… creio porque tenho como provadas todas as situações apresentadas acima.

Mas então os mais céticos vão perguntar…. “Daniel, isso não pode ser verdade… isso seria um crime, seria algo demais de desumano, absurdamente cruel e é impossível estar acontecendo como os cientistas estão mostrando”

Eu compreenderia também dessa forma, se não fosse uma análise sistêmica mais ampla da questão.

Lá atrás, quando começaram a ser implantadas as políticas de gestão de saúde em massa pelos governos, como vacinação, fluoração da água, transgenia, uso de pesticidas, produtos químicos para conservar alimentos e produtos de limpeza/higiene e tal, e todo o mais visto nesse estudo, realmente o poder financeiro das interessadas sempre falou muito alto e o sistema não soube fazer a análise de sensibilidade das consequências dos seus atos, autorizando essas substâncias a irem para o mercado.

Hoje, com os governos sendo co-participantes destas “obras” que estão minando e matando seus próprios comandados, e com um sistema que apresenta um poder judiciário que na maioria dos países acidentais fazem acontecer indenizações milionárias aos que provam que foram prejudicados em suas funções físicas e mentais por alguma instituição ou empresa, qualquer governo ao assumir que dado produto que ele usou na rede pública faz mal e provoca algo sério na saúde das pessoas, esse governo estaria assinando sua sentença de falência financeira… quebra o país.

Imagine você tendo um filho autista, ao ver na televisão que o governo foi o responsável pelo autismo do seu filho, que ele nestas condições não poderá cuidar de si mesmo de forma razoável, e que dependerá de você praticamente por toda a vida, com todas as necessidades financeiras envolvidas neste compromisso… que tal? Você ficaria quieto?

Eu chamaria todas estas coisas que vimos nesse estudo o sinal claro e nítido de que o sistema em que vivemos vai colapsar em breve…. não vai haver condições de segurarem o que está começando a “borbulhar” na panela, como essa “bolhinha” aqui nesse texto mostra.

Deus_terraEstão começando a aparecer “borbulhinhas” em todo o mundo, compiladas por quem o Criador vai inspirando com o discernimento e direção para enxergar o que realmente acontece, e apontar a direção para os demais do Seu povo.

Não há o que ser feito em termos de solução sistêmica, pelo que enxergo. O colapsar é mesmo inevitável, e ou acontece algum desastre absurdo para transformar toda a superfície da Terra e daí surgir uma nova forma de se administrar esse planeta, ou vamos ver uma manobra gigantesca dos governos para interromper o fluxo de informações pela internet.

Ainda é possível resgatar a maioria das pessoas pelo simples começar a andar no caminho da desintoxicação, nutrição adequada e potencialização dos sistemas de defesa por terapias especiais, exatamente o que este espaço virtual propõe.

Se você conseguir enxergar o que digo, saberá da importância de dar um primeiro passo na direção correta para se proteger e proteger sua família, e o primeiro passo você acabou de dar ao chegar até aqui nesta leitura. Está dado e não há como voltar atrás.

Agora você deve estar motivado a continuar, e sei que o fará, e espero caro leitor/leitora, que possamos juntos chegar até o final de nossas vidas com dignidade, discernimento, boas obras, com muita saúde no nosso lar, e, principalmente, prontos para escutarmos o “click” do botão “off” que o Criador no momento que Ele determinar seja apertado e nos transporte para onde realmente interessa viver, e viver de forma eterna, sem vírus, bactérias, fungos, mercúrio, alumínio, gananciosos, soberbos, arrogantes, mentirosos, manipuladores e dissimuladores.

Esse é o paraíso, esse é o lugar que vale a pena viver.

Que seja feita a vontade de quem manda, e não a nossa.

E encerro este texto com um vídeo que nos dá uma visão interessante dos muitos absurdos que vimos. Que possamos refletir se isso tudo não vai ser cobrado brevemente, seja diretamente pelo Criador, seja por muitas coisas ruins que ainda possam acontecer.

.

Tudo tem um preço. Mais cedo ou mais tarde e independente se acreditamos ou não, os que devem vão ter de pagar.
.

boneco-com-megafone (1)Não guarde estas informações só para você… divulgue, pois alguém pode estar ou vai acabar sofrendo mesmo por causa de dores e doenças…. faça sua parte.

Ajudar outras pessoas é nossa obrigação.

Também se escrevam para receber novas postagens por e-mail na caixa lateral do blog. Seu corpo agradece.

E lembre-se de sempre procurar um médico que não abuse do uso de drogas para lhe orientar caso esteja doente.

Este blog não tem por objetivo tratar doentes nem prescrever receitas de curas para ninguém. O carácter dos artigos é informativo.

5 responses to this post.

  1. LEITURA OBRIGATORIA PRA QUEM QUER TER BOA SAUDE!

    Parabéns pelo blog.

    Gostar

    Responder

  2. Posted by Aline Silva on 23 de Janeiro de 2015 at 16:06

    Fantástico seu blog. Pesquiso bastante sobre este lado podre da indústria mundial, que contamina nossa sociedade, e seus textos são excelentes fontes de informação. Parabéns!

    Gostar

    Responder

  3. Daniel parabéns pelo blog! Divulgue o caso de CURA TOTAL de minha esposa!
    CURA DE LUPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO, ARTRITE REUMATOIDE E SÍNDROME DE SJOGREN, A DOENÇA MISTA DO TECIDO CONJUNTIVO, COM UMA MUDANÇA COMPLETA NOS HÁBITOS DE VIDA! alimentação, exercícios, sol, água ph acima de 7 2 litros ao dia, Auto-hemoterapia entre outros… Leia e divulgue se achar justo o que digo lá! Obs: Não vendo e nem faço propaganda de nada!: http://www.curassecretas.blogspot.com.br

    Gostar

    Responder

    • Olá Escobar! Seja bem vindo.
      Conheço seu blog e a experiência de vocês é uma das provas de que é urgente a necessidade das pessoas saberem sobre o que esse estudo informa.

      A perseverança que vocês demonstraram é impressionante, mas não mais impressionante do que os resultados no controle da doença até a cura. Deus foi muito bondoso com vocês e isso nos aproxima independente da distância que nos separa.
      Mas digo que com os conhecimentos que hoje a ciência possui, como as que foram já apresentadas, tornam o vencer as doenças que nos cercam algo mais fácil ainda.

      Dieta equilibrada, nutrientes adequados e de qualidade, ações potencializadoras do sistema imunológico como auto-hemoterapia com ozônio ou não, e LDN (baixas doses de naltrexone – a super-auto-hemoterapia), conciliados ainda com o dióxido de cloro e limpezas regulares do fígado, vesícula e intestino… são poucas as doenças que não podem ser curadas no uso desses protocolos.

      Mas não somos médicos, Escobar… as pessoas estão de tal forma contaminadas por metais pesados, toxinas e parasitas que não conseguem mesmo compreender estas coisas que estamos mostrando e então virem levar a sério as recomendações, tomando conta de forma efetiva da sua alimentação, complementando-a com substâncias especiais e se “limpando” (desintoxicando) com frequência.

      Se fossemos médicos e cheios de conversas mansas e articuladas, bonitões e tal, ia ter um monte de gente resolvendo muita coisa em termos de saúde por aí só no divulgarem estas terapias e protocolos.

      Mas assim deve ser. Se Deus não abrir os ouvidos da pessoa, nada acontece. A verdade entra por um ouvido e sai pelo outro, como se jamais tivesse sido ouvida. Que tristeza as vezes me bate aqui.

      Mas creio ter vislumbrado uma forma para ajudar muitos. Encontrei um “anjo” com um conhecimento absurdo de medicina integrativa e com o CRM que tanto se faz necessário nesse mundo contaminado.

      Está sendo preparado algo especial. Se inscreva na caixa lateral do blog Escobar… receberá notícias daqui a alguns meses, se Deus assim o desejar. Obrigado pela visita.

      Gostar

      Responder

Compartilhar experiências e informações com motivo sincero de ajudar ao próximo é um dom...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: